quarta-feira, 30 de julho de 2014

CAIBR - Arquitetura de Notificações

Arquitetura de notificação

O programa CAIBR (E-Business Suite Integration) representa um esforço proativo da Oracle em construir alianças cooperativas, conduzindo vendas através de um extenso grupo de indústrias. O CAIBR encoraja a integração de aplicativos de parceiros com o Oracle E-Business Suite, usando Open Interfaces/API’s públicas do Oracle EBS.

A arquitetura de notificação foi criada em trabalho conjunto com os parceiros do programa CAIBR para auxiliar no processo de integração com E-Business Suite Release 11i, compondo o desenho da solução de integração e não devendo ser utilizada fora dessas soluções. Sendo assim, a arquitetura de notificação, com todos seus objetos, somente é suportado por LAD Add-On Localizations quando utilizada nas integrações com parceiros homologados por Alianças.
O suporte dos objetos deve ser feito através de abertura de chamados pelo parceiro no portal My Oracle Support, utilizando o CSI do parceiro ou cliente.

Princípios Básicos
O programa CAIBR, busca criar soluções padrão para seus processos. A arquitetura de notificação é desenvolvida para servir como parte da API’s padrão de carga de dados para integrações com parceiros. Este documento lista os componentes da Arquitetura de notificação. Os códigos de origem associados a este documento procuram servir como base ao desenvolvimento de API´s de carga de dados aos específicos parceiros.
Em qualquer integração de uma aplicação externa junto ao Oracle E-Business Suite, uma carga efetiva de dados é realizada. A arquitetura de carga de dados necessita estar apta a:
  • Entrar com informações no Oracle E-Business Suite e garantir a acessibilidade e a exatidão da mesma informação nas aplicações de sistemas externos com transações apropriadas, sem qualquer duplicidade de data entry. Cada item de informação deve ser manuseada de uma única aplicação para as outras.
  • Manter a entrada de dados e a propriedade em um único ponto: o módulo fonte. Sincronizar a referência de dados comuns baseado em natureza estática ou dinâmica de dados ou enquanto julgar necessário em um ambiente de negócio.
  • Executar a necessária função de negócio envolvendo compartilhamento e transferência de dados sem estar consciente dos vínculos do sistema e dos mecanismos de transferência;
  • Permitir drill downs para as duas aplicações acessarem e visualizarem os dados, onde necessário;
  • Compartilhar locais comuns entre as duas aplicações.

Overview Técnico
Um esquema de representação do fluxo de dados da saída do Oracle E-Business Suite para a tabela de Notificação é mostrado na figura seguinte. Este diagrama indica o proprietário de cada componente na Arquitetura de Tabela de Notificação e identifica os maiores pontos entre os sistemas.



















As API´s CAIBR se encontrarão na instance do Oracle E-Business Suite abaixo do usuário CAI, de onde o parceiro extrairá as informações.

Os sistemas de parceiros terão acesso somente a estas API´s, buscando com isto a não interferência do sistema do parceiro no resto do ambiente. Os programas de exportação não devem gerar nenhuma trigger em tabelas core do Oracle E-Business Suite, evitando a interrupção de qualquer transação do Oracle E-Business Suite, preservando com isto a arquitetura de Single-Instance e dando transparência às responsabilidades entre o Oracle E-Business Suite e seus parceiros.
Todas as informações de entrada de dados no Oracle E-Business Suite serão feitas através de Open Interfaces disponibilizadas pela Oracle conforme documentação oficial do Oracle E-Business Suite. Não sendo permitida a inserção direta de dados em tabelas do Oracle E-Business Suite.

O CAIBR é responsável por:

  • Criar e manter uma lista de eventos.
  • Desenvolver e manter as views das tabelas da base de dados.
  • Criar triggers para inserir as primary key(s) de registros alterados na tabela de exportação.

A arquitetura de notificação está preparada para trabalhar com o Oracle E-Business Suite R11i e os sistemas dos parceiros em um mesmo ambiente ou em ambientes separados através de uma conexão Oracle DBLink com instalações em single-instances do Oracle E-Business Suite, podendo os sistemas dos parceiros estarem na mesma instance ou em base de dados local, permitindo a transferência de dados de forma transparente e automática.

Embora as triggers CAIBR possam aumentar as operações nas tabelas de origem, o impacto na performance é minimizado já que as triggers, somente realizam inserções na tabela de exportação.
É importante salientar que a arquitetura não guarda informações deletadas. Portanto, uma vez que um registro é deletado da tabela de origem, não há um lugar na arquitetura de notificação para manter o dado deletado.

Open Interfaces
O Oracle Applications Open Interface é uma poderosa e flexível ferramenta que permite capturar dados de sistemas proprietários, definir formatos necessários e direcionar dados para o Oracle Applications sem gastos de tempo com programação.
Tem como funcionalidades a integração do Oracle Applications com sistemas externos ou aplicações customizadas e a importação de dados históricos e de dados de planilhas.

Lista de Open Interfaces
Abaixo segue lista de tabelas de Open Interface do Oracle Applications utilizadas nas integrações com os parceiros homologados por Alianças:

 AP_INVOICE_LINES_INTERFACE
 AP_INVOICES_INTERFACE
 AR_PAYMENTS_INTERFACE_ALL
 GL_DAILY_RATES_INTERFACE
 GL_INTERFACE
 MTL_DESC_ELEM_VAL_INTERFACE
 MTL_ITEM_SUB_INVS_INTERFACE
 MTL_SECONDARY_LOCS_INTERFACE
 MTL_SERIAL_NUMBERS_INTERFACE
 MTL_SO_RMA_INTERFACE
 MTL_SYSTEM_ITEMS_INTERFACE
 MTL_TRANSACTION_LOTS_INTERFACE
 MTL_TRANSACTIONS_INTERFACE
 PO_DISTRIBUTIONS_INTERFACE
 PO_HEADERS_INTERFACE
 PO_LINES_INTERFACE
 PO_REQUISITIONS_INTERFACE_ALL
 RA_CUSTOMERS_INTERFACE_ALL
 RA_INTERFACE_DISTRIBUTIONS_ALL
 RA_INTERFACE_LINES_ALL
 SO_HEADERS_INTERFACE_ALL
 SO_LINE_DETAILS_INTERFACE
 SO_LINES_INTERFACE_ALL
 WSH_DELIVERIES_INTERFACE
 WSH_FREIGHT_CHARGES_INTERFACE
 WSH_PACKED_CONTAINER_INTERFACE
 OE_HEADERS_IFACE_ALL
 OE_LINES_IFACE_ALL
 REC_INTERFACE_ERRORS
 REC_INVOICES_INTERFACE
 REC_INVOICE_LINES_INTERFACE
 REC_INVOICE_PARENTS_INT
 REC_INVOICE_LINE_PARENTS_INT

CAIBR

Esta tabela controla a disponibilidade de acesso à Arquitetura de Notificação para cada parceiro em cada instalação. Cada parceiro tem um identificador único - o export_system_id - da Tabela de Exportação - estabelecido pelo Programa CAIBR da Oracle. Este identificador determina a unicidade de acesso às informações. No momento da instalação do sistema do parceiro que utilizará a interface CAIBR, o parceiro deve atualizar o campo INSTALADO como ‘S’ para que o CAIBR passe a exportar os eventos 
referentes às transações do Oracle APPS para a tabela de exportação.

CAIBR_PARAMETROS













Tabela de Habilitação de Eventos

Esta tabela controla o acesso à tabela de exportação através do identificador único de cada parceiro e do mapeamento de cada evento necessário à integração. A junção destes dois identificadores refletirá o propósito da interface CAIBR com nossos parceiros.
Quando um evento é disparado pelo acionamento de uma trigger em uma determinada tabela do Oracle E-Business Suite, a arquitetura de notificação verifica se o evento disparado está habilitado para o parceiro. Caso não esteja, a tabela de exportação não notificará o evento ocorrido.
No momento da instalação do sistema do parceiro que utilizará a interface CAIBR, o parceiro deve inserir os dados nessa tabela, conforme definido durante o escopo do projeto, para que o CAIBR passe a exportar os eventos referentes às transações do Oracle E-Business Suite para a tabela de exportação.

CAIBR_HABILITA_EVENTOS











Para maiores informações, envie email para dceccarelli@gmail.com
Postar um comentário